Ads Top

Júpiter posa para um belo retrato feito pelo Hubble

Essa imagem composta de Júpiter, capturada em vários comprimentos de onda ajudará em pesquisas a respeito da atmosfera do planeta - fora que ela é linda!

O Hubble apontou sua câmera (de campo amplo 3) para o planeta mais massivo do Sistema Solar no dia 3 de Abril e capturou detalhes requintados de Júpiter. Cada pixel da imagem equivale a 130 km. Créditos: NASA, ESA e A. Simon (GSFC)
No dia 7 de Abril de 2017  Júpiter alcançará o pico de seu brilho (reflexo, melhor dizendo) no céu noturno, estando diretamente alinhado em oposição ao Sol quando visto da Terra. Este ponto de vista ideal também traz Júpiter e a Terra ao ponto mais perto um do outro do que em qualquer outro momento: 670 milhões de quilômetros (416 milhões de milhas). No dia 3 de abril, o Telescópio Espacial Hubble aproveitou essas circunstâncias para fotografar o planeta gigante com a Wide Field Camera 3, que é capaz de utilizar luz infravermelha, óptica e ultravioleta para criar uma imagem mais abrangente da atmosfera do planeta. O resultado é um retrato colorido de Júpiter, que entra para uma galeria de observações feitas do planeta como parte do programa Legacy (Outer Planet Atmospheres Legacy) (OPAL).

A atmosfera de Júpiter está cheia de nuvens turvas, ventos incríveis e tempestades que duram horas, dias, meses, anos e até séculos. Sua icônica Grande Mancha Vermelha, que recentemente foi associada a "Red Spot Junior" em latitudes mais baixas, tem diminuído pelo menos nos últimos 100 anos, com cientistas planetários ainda tentando determinar o porquê. O programa OPAL, iniciado em 2014, tem como objetivo aumentar a compreensão das atmosferas dos planetas externos na esperança de melhor caracterizar as atmosferas de exoplanetas de tamanho semelhante que circundam outras estrelas. Mais próximo de casa, a mesma pesquisa atmosférica pode ser aplicada ao comportamento dos sistemas meteorológicos da Terra.

Se você é um observador ou um entusiasta planetário, pense em dar uma espiadinha hoje à noite para ver Júpiter no seu melhor momento para isso. Você pode encontrar o planeta facilmente a olho nu, no leste após o por do sol, e mesmo um telescópio pequeno revelará suas mais proeminentes características, como também suas maiores luas.

Voce pode ver e baixar uma versão maior dessa imagem em www.spacetelescope.org



[Tradução: @difurlan1]

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.