Ads Top

O Telescópio Subaru tem um instrumento para encontrar atmosferas de planetas

Novo dispositivo em Princeton pode ajudar astrônomos a aprender mais sobre planetas e seus espectros.
Dados do instrumento CHARIS durante sua observação comissionada mostrando claramente vários planetas ao redor da estrela HR 8799.
Pesquisadores da Universidade de Princeton construíram um instrumento para o Telescópio Subaru que poderá dar aos cientistas o espectro de exoplanetas orbitando estrelas próximas. 

O espectro é uma faixa de cores criada a partir da luz que é separada por diferentes graus de refração com base no comprimento de onda. Os espectros são úteis na observação de planetas por que eles podem explicar mais sobre a composição química dos planetas, densidade, massa, luminosidade e movimento relativo. 

O instrumento é chamado de CHARIS (Coronagraphic High Angular Resolution Imaging Spectrograph, ou em português algo como: Espectrógrafo de imagens de alta resolução angular do Coronógrafo). O Professor N Jeremy Kasdin lidera a equipe que projetou e construiu o CHARIS, que isola luz dos planetas maiores do que Júpiter que orbitam uma estrela, além do Sol, e a analisa para entender a composição atmosférica do planeta.

O CHARIS foi criado em cerca de cinco anos na Universidade de Princeton sob a supervisão de Tyler Groff, que anteriormente trabalhou em Princeton e agora está na NASA. O sistema possui nove espelhos, cinco filtros, dois conjuntos de prismas e um conjunto de microlentes. Ele foi desenvolvido como parte de uma colaboração com a Universidade de Princeton, a Universidade de Tóquio e o Observatório Astronômico Nacional do Japão.

Groff disse que analisar espectros de planetas ajudará os astrônomos a verem características mais específicas além da composição atmosférica básica, o que, por sua vez, tornará mais fácil compreender a massa, a temperatura e a idade do planeta.

O CHARIS tem apenas cerca de dois segundos de arco (uma unidade de medida angular usada para descrever a localização de um objeto no espaço) vista do céu, ele ainda captura imagens usando uma ampla faixa de luz, o que tornará mais fácil análises detalhadas em seu campo.

De acordo com Kasdin, a equipe ficou muito satisfeita com os resultados.

"O CHARIS excedeu todas as nossas expectativas", disse Kasdin em um comunicado de imprensa. "Eu não tenho como elogiar o suficiente nossa equipe por seu trabalho extremamente duro e a dedicação que fez do CHARIS um sucesso. O sistema está em vias de estar disponível para observações científicas em fevereiro de 2017." [Ou seja, já está disponível e operável. 



[Tradução: @difurlan1] 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.