Ads Top

Astrônomos revelam que Proxima Centauri pode ser mais parecida o nosso Sol do que se pensava anteriormente

Pesquisas recentes da Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics revelam que a estrela mais próxima de nosso Sol, Proxima Centauri, apresenta sinais de um ciclo de atividade solar de 7 anos


Em Agosto, astrônomos anunciaram que a estrela mais próxima de nosso Sol, Proxima Centauri, hospeda um planeta do tamanho da Terra, chamado Proxima b. E mais: ele está na zona habitável de sua estrela. A primeira vista, Proxima Centauri não se parece com nosso Sol. Essa estrela é uma anã vermelha - pequena e fria – que tem apenas 1/10 (um décimo) da massa e 1/100 (uma centena) da luminosidade de nosso Sol. Contudo, novas pesquisas mostram que essa estrela é como o Sol e, ao menos, em um aspecto em especial (e surpreendente): ela apresenta ciclos regulares de manchas solares.

Manchas solares (assim como as do Sol) são manchas escuras na superfície da estrela onde a temperatura é um pouco mais fria do que a área em volta dela. Elas estão dispostas de acordo com o campo magnético da estrela. Uma estrela é feita de gasse ionizados chamado plasma. Os campos magnéticos podem guiar o fluxo de plasma e criar manchas. Mudanças no campo magnético da estrela pode afetar o número e a distribuição de manchas solares.

Nosso Sol tem um ciclo de atividade de 11 anos. Na época mais calma, o Sol quase que não apresenta manchas. Já na parte mais ativa, mais de 100 manchas solares cobrem menos de 1% da superfície, em média.

O novo estudo aponta que Proxima Centauri experimenta um ciclo similar e a cada 7 anos ela apresenta um pico de atividade. Contudo, seu ciclo é muito mais intenso. Ao menos 1/5 da superfície da estrela é coberta de manchas. Também, alguns desses pontos são muito maiores que os pontos encontrados em nosso Sol, levando em conta a proporção de tamanho da estrela.

“Se vida inteligente estiver morando lá em Proxima b, eles teriam uma visão dramática do acontecido,” disse o autor principal do artigo, Brad Wargelin, da Universidade Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics (CfA).

Astrônomos ficaram surpresos em detectar um ciclo de atividade estelar em Proxima Centauri, porque esperavam que seu interior fosse diferente do interior do Sol. A parte mais exterior do Sol passa por um evento chamado convecção, que é semelhante a água fervendo numa panela, enquanto seu interior permanece relativamente imóvel. Há uma diferença na velocidade de rotação entre essas duas regiões. Muitos astrônomos pensam que essa separação é que causa o ciclo de atividade magnética do Sol.

Por outro lado, o interior de uma estrela anã vermelha como Proxima Centauri deve sofrer convecção em toda a extensão até o seu núcleo. Como resultado, ela não deveria experimentar um ciclo regular de atividade.

"A existência de um ciclo em Proxima Centauri mostra que nós não entendemos tão bem quanto pensávamos como o campo magnético de estrelas são gerados," disse o co-autor Jeremy Drake.

O estudo não aborda se o ciclo de atividade de Proxima Centauri afetaria o potencial de habitabilidade do planeta Proxima b. A teoria sugere que labaredas ou vento estelar, ambos são guiados pelo campo magnético, poderiam acabar com a atmosfera do planeta. Neste caso, Proxima b poderia ser como a Lua da Terra - localizado na zona habitável, mas sem chances de abrigar vida.

"Observações diretas de Proxima b não acontecerão tão breve. Até que seja possível, nossa melhor aposta é estudar a estrela e então ligar as informações nas teorias sobre interação planeta/estrela," disse o co-autor Steve Saar.

A equipe detectou o ciclo de atividade em observações realizadas com telescópios em terra, do All Sky Automated Survey, combinadas com telescópios de raio-x no espaço, como o Chandra e o XMM-Newton. Esses resultados foram aceitos para publicação na Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.


Publicação: B. J. Wargelin, et al., “Optical, UV, and X-Ray Evidence for a 7-Year Stellar Cycle in Proxima Centauri,” MNRAS (2016); doi: 10.1093/mnras/stw2570

Fonte: Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics

http://scitechdaily.com/astronomers-reveal-that-proxima-centauri-might-be-more-sunlike-than-previously-thought/ 


[Tradução: @difurlan1]



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.