Ads Top

Uma forma mais barata para voos tripulados: Em breve, lançamentos de foguetes através de balões poderão levá-lo ao espaço.


EM BREVE, UM OUTRO MODO DE SE VOAR

Empresa espanhola Zero2infinity criou um sistema para lançar pequenos satélites através de balões. Chamado de Bloostar, um balão levaria um pequeno foguete até próximos da Terra órbita, em seguida, lançá-los.

Mesmo com novas e curiosas formas de lançar foguetes ao espaço sendo inventadas, usar foguetes descartáveis ainda é a regra. Só que lançar por meio de foguetes descartáveis é um incrível desperdício. Na verdade, mais de 90% da massa presente na nave, incluindo o combustível, é expelido ou gasto em alguns minutos de lançamento. Empresas como a SpaceX e Blue Origin estão fazendo o melhor para reciclar foguetes na esperança de podermos conduzir viagens espaciais mais sustentáveis e eficientes, mas pode haver outra solução vindo por aí.

Uma empresa espanhola, Zero2infinity, está perto de testar seu balão que lança foguetes, chamado de Bloostar.


Atualmente, a empresa fornece serviços com balões, levando cargas a até 99% acima da atmosfera da Terra. Os satélites são lançados a uma altura de 28km acima da superfície. A Zero2infinity lançou recentemente o primeiro satélite da Aistech sobre a atmosfera superior, a bordo de sua plataforma sub-orbital em seu sistema de balões.

SUBINDO
Aproveitando seus conhecimentos em balonismo próximo ao espaço, a Zero2infinity idealizou seu sistema Bloostar, que levaria pequenos foguetes a uma certa altitude através de balões, que dali seriam lançados.

Seu sistema Bloostar prevê foguetes com uma fração de tamanho dos atuais. Esses teriam 3 anéis reforçados, em forma de um toróide, aninhados um dentro do outro.



Com este tamanho reduzido, é possível liberar espaço para o transporte de cargas maiores, possivelmente até mesmo dispensar o desdobramento de satélites.

Zero2infinity tem como meta lançamentos de micro e nano satélites, assim, antecipando um aumento na demanda nos próximos anos. Na verdade, mais de 2000 nano/micro-satélites com menos de 50 kg terão que ser lançados em 2020, de acordo com um estudo de 2014 SpaceWorks.

A empresa está procurando realizar atualizações no sistema. Uma delas é a capacidade de reutilização. 

A empresa espera para testar o Bloostar em 2018, com os primeiros lançamentos comerciais em 2019, de acordo com a Universe Today.

Fonte: Futurism

[Tradução: Diogo Furlan - no Facebook/Instagram como: @difurlan1]

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.