Ads Top

A campanha Pale Red Dot (Pálido Ponto Vermelho) encontra um planeta com a massa da Terra orbitando Próxima Centauri, a estrela mais próxima do Sol


Usando o Telescópio ESO e outras instalações, astrônonos encontraram evidências claras de um planeta orbitando a estrela mais próxima da Terra (fora o Sol, claro): Próxima Centauri. Um mundo há muito tempo procurado, agora designado de Proxima b, orbita a fria estrela anã vermelha a cada 11 dias e tem uma temperatura adequada para que exista água líquida em sua superfície. Este mundo rochoso é um pouco mais massivo do que a Terra e é o exoplaneta mais próximo de nós – e deve ser a morada mais próxima possível para a vida fora do Sistema Solar. Um artigo descrevendo este achado será publicado amanhã na Revista Nature (25 de Agosto/16).

A apenas 4 anos-luz de distância do Sistema Solar está a anã vermelha chamada Proxima Centauri e é a estrela mais perto de nós, que não seja o Sol. Esta estrela fria está na Constelação do Centauro e também é demasiadamente fraca para ser vista a olho nú e próxima demais de um par de estrelas brilhantes, conhecidas como Alpha Centauri e Beta Centauri.

Localização de Proxima Centauri nos céus do Hemisfério Sul.

Durante o primeiro semestre de 2016, Próxima Centauri foi regularmente observada com o espectrógrafo HARPS, pelo telescópio ESO, de 3.6 metros, em La Silla, no Chile e simultaneamente monitorada por outros telescópios ao redor do mundo. Essa foi a Campanha Pálido Ponto Vermelho, que um time de astrônomos liderados por Guillem Anglada-Escudé, da Universidade de Queen Mary, de Londres, estava procurando por uma pequena oscilação da estrela, que seria causada pela força gravitacional de um possível planeta orbitando Próxima Centauri.

Como este foi um tema com um interesse público muito amplo, o progresso da campanha entre meados de janeiro e abril 2016 foi compartilhada publicamente, como aconteceu no site da Campanha Pálido Ponto Vermelho, como também através da mídia. Os relatórios foram acompanhados por inúmeros artigos e divulgados por especialistas de todo o mundo.

Guillem Anglada-Escudé explica o contexto dessa pesquisa: “Os primeiros sinais de um possível planeta foram vistos em 2013, mas a detecção não foi convincente. Desde então, temos trabalhado duro para obter mais observações com telescópios na  Terra, com a ajuda do ESO, entre outros. A recente campanha Pálido Ponto Vermelho teve dois anos de planejamento".

O movimento de Proxima Centauri revela a presença do planeta.

Os dados do Pálido Ponto Vermelho, quando combinados com observações recentes feitas pelos observatórios ESO e de outros lugares, revelaram claramente o sinal de um resultado excitante.No momento a Proxima Centauri está se aproximando da Terra com uma velocidade deaproximadamente 5 quilômetros por hora. Velocidade normal de uma caminhada humana – E as vezes diminui na mesma velocidade. Este padrão regular de mudança de velocidades radiais repetem-se com um período de 11,2 dias. Uma análise cuidadosa resultante dos pequenos desvios Doppler mostrou que eles indicaram a presença de um planeta com uma massa de pelo menos 1,3 vezes a da Terra, orbitando a cerca de 7 milhões de quilômetros de Proxima Centauri - apenas 5 % da distância Terra-Sol.
 

Proxima Centauri e seu planeta comparado com o Sistema Solar



Guillem Anglada-Escudé comenta a emoção dos últimos meses: "Eu verifiquei a consistência
do sinal a cada dia durante as 60 noites da Campanha Pálido Ponto Vermelho. As primeiras
10 foram promissoras, as primeiras 20 foram consistentes com as expectativas e em 30 dias
o resultado foi praticamente definitivo, então começamos a elaboração do paper! " 
                            
                                          
Anãs vermelhas como Proxima Centauri são estrelas ativas e podem variar em seus caminhos, o que faz com que elas possam iludir o observador, com a falsa presença de um planeta. Para excluir essa possibilidade o time monitorou também cuidadosamente as mudanças de luminosidade da estrela durante a campanha utilizando a rede de telescópio ASH2, em San Pedro de Atacama Celestiam Explorations Observatory, no Chile e o telescópio Las Cumbres Observatory. Os dados da velocidade radial que foram captados quando a estrela estava cintilando foram excluídos da análise final.

Embora Proxima b orbite muito mais perto sua estrela do que Mercúrio orbita o Sol no Sistema Solar, a estrela é bem mais fraca do que o Sol. Assim, Proxima b está dentro da zona habitável em torno da estrela e tem uma temperatura estimada que poderia possibilitar a presença de água líquida. Apesar da órbita temperada de Proxima b, as condições em sua superfície poder ser fortemente afetadas por emissões de ultravioleta e raios-x de sua estrela – bem mais intensa do que as experimentadas na Terra.

Dois papers separados discutem a habitabilidade de Proxima b e seu clima. Eles consideraram que a existência de água líquida no planeta não pode ser excluída., visto que esta pode estar presente na superfície do planeta apenas nas regiões mais ensolaradas, como uma área do hemisfério do planeta que é mais voltada para a estrela (rotação síncrona) ou no cinturão tropical (rotação de ressonância. A rotação de Proxima b, a forte radiação de sua estrela e a história da formação do planeta pode fazer o seu clima ser muito diferente de nosso planeta. Também é improvável que próxima b tenha estações, assim como a Terra.

Comparação de como Proxima Centauri é vista em relação ao Sol, 
de seu planeta, quanto ao tamanho. (Aparência angular)


Esta descoberta vai ser o início de extensas novas observações, ambos com 
instrumentos actuais. Com a próxima geração de telescópios gigantes, como 
o European Extremely Large Telescope (E -ELT). Proxima b será um alvo 
importantíssimo para a busca por evidências de vida em outros lugares do 
Universo. Na verdade, o sistema Alpha Centauri é também o alvo da primeira
tentativa da humanidade de viajar para outro sistema estelar, o projeto Starshot 
(falamos aqui na página sobre ele).

Guillem Anglada-Escudé conclui: "Muitos exoplanetas foram encontrados e 
muitos mais serão encontrados, mas procurando o mais próximo possível da
Terra – Isso tem sido a experiência de sucesso para todos nós. Histórias e 
esforços de muitas pessoas convergiram para esta descoberta. O resultado
é também uma homenagem a todos eles. A busca por vida em Proxima b 
vem a seguir...".

Tamanho de alguns objetos celestes quando comparados com Proxima Centauri.


Nota: Estamos conscientes de que tem houveram rumores sobre esta descoberta.
Esses rumores nunca foram confirmados e não continha qualquer conteúdo da 
pesquisa. Enquanto os rumores são de domínio público e podem ser relatados,
a informação contida neste comunicado, o próprio paper e os conteúdos associados 
foram entregues e anexados a base de dados e, portanto, permanecemestritamente 
sob embargo até às 19:00 CEST em 24 de agosto de 2016. Nós ficaríamos muito 
gratos se quaisquer dúvidas ou preocupações fossem dirigidas a nós antes de 
qualquer ação seja tomada. Agradecemos a sua consideração nesta matéria.
 



Fonte: http://www.eso.org/public/news/eso1629/
 

[Tradução: difurlan1]



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.